O às páginas tantas é uma ideia muito simples, escrever pelo menos 1 página por dia sobre qualquer coisa. Esta é a única regra e daí pode vir todo um manancial de coisas parvas, ideias soltas e fragmentadas.

Já existem pela web uma série de sites e artigos sobre o método e sobre os benefícios e tudo o mais. Sinceramente, não me recordo de 10% do que li, só sei que existe. E para mim não se trata de tirar benefícios, surgiu simplesmente a ideia de experimentar e ver o que pode acontecer. Ter surgido a ler um livro de criatividade e a história de como o Bob Dylan escreveu "Like a Rolling Stone" é coincidência.

Às vezes há coincidências. Não é sempre, mas é às vezes.

E eu sinto que preciso de uma forma ou de um método para despejar ideias e para escrever sobre a porra que me apetecer. Sem me sentir preso a um tema a um tópico ou à necessidade de um objetivo maior.

E eu gosto de construir coisas, por isso vamos tentar construir aqui um caderno que às páginas tantas é apenas um conjunto de páginas soltas. Como se cada uma tivesse sido roubada a um livro diferente que só por acaso pertence ao mesmo autor.

O que é curioso é que mesmo assim sinto a necessidade de dar um pouco de fio condutor a cada parágrafo.

Para os curiosos, uma página A4 tem 500 a 600 palavras e vai ser esse o meu limite mínimo: 500 palavras. O que significa que este parágrafo está mais ou menos a meio.

Também não me vou focar tanto em procurar fotografias ou gifs interessantes para ilustrar como faço para os restantes. *Quick and Dirty* vai ser o mote para quando me sentar ao computador e tentar bloquear as distrações o melhor possível. (E eu distraío-me bastante.)

Outra coisa que vou tentar fazer, é não editar os textos. Posso ajustar uma frase ou outra, corrigir um erro ou uma gralha. Mas não vou fazer o meu exercício habitual de reler e editar para ter a certeza de que está tudo impecável. Também não vou traduzir estes textos.

O português é a minha língua materna e por mais que eu goste de poder escrever de forma a que mais pessoas possam ler, não vou conseguir ter a energia e o tempo que uma tradução destes textos precisa. O que me levanta um problema ... é preciso ajudar os leitores a encontrar estes artigos.

É que sabem, a versão multilingue deste template, que tenho vindo a desconstruir e construir como me apetece, está num estado embrionário onde só há forma de chegar a um artigo/post pela sua versão em inglês.

Isso resolve-se. O que vai ser complicado é esta necessidade de focar e de encontrar tempo. Ding, mensagem. Ping, alerta. Ring, telefonema. Zing Alarme.

E não, o problema não é da tecnologia e já vos ouço a dizer "mas também é!". Não vamos culpar a tecnologia pela nossa falta de disciplina.

Disciplina e motivação é o que vai decidir se este exercício vai trazer resultados e se vai valer o vosso tempo. 527 palavras.

header
Creativity

Cinderela

Há muitas Histórias mal contadas, e a da Cinderela é mais uma. É verdade que ela vivia com a madrasta e as irmãs, e estava a tirar um curso de gestão de … Read more

header
Creativity

Bianca Neves e os 7 colegas de casa

Pensamos sempre que as histórias se passaram há muito tempo, porque nos contaram a história a começar com “Era uma vez”. E se o tempo não for … Read more

header
Creativity

Agora faltam as páginas de hoje

“Agora faltam as páginas de hoje” Caraças para este gajo pah! E o pior é que ele tem razão. Faltam as 500 palavras de hoje e também faltava a … Read more

header
Creativity

Primeiro dia de aulas

Não era a primeira vez que ia para a escola, podia parecer mas não era. Ainda se lembrava de como tinha sido o primeiro dia de aulas de sempre. Como todos … Read more

Creativity

Dia a dia no bairro

All neighborhoods have their own whimsical and treasured characters. Those who wake up almost at the same time and meet each other in cafes, amid cheerful … Read more

header
Creativity

Viagens pelo País Encantado

Corre corre corre! Corre contra o tempo que já é quase meia noite! Será que há uma entrada para o país das maravilhas em Lisboa? Aposto que é no bairro … Read more

header
Creativity

Porque é que tu corres?

Lembro-me perfeitamente da vez que corri 9 quilómetros. De estar a ouvir a mixtape “brinde” dos Orelha Negra, de sair de casa com a cabeça … Read more

header
Creativity

Às Cartas

Odeio tabaco. Odeio o cheiro e a pose de superioridade deste gajo. E a falta de maneiras. Pega nos amendoim com a mão cheia, enfia-os na boca como se fosse … Read more

header
Creativity

18 08 2017

Estava sentado sozinho na mesa de um café ao computador. A ouvir música pelos auriculares, baixo o suficiente para ouvir o que o rodeava. Numa das mesas … Read more

Subscribe

Enter your email to get a weekly digest of new posts.