3 min de leitura

Marcelo Rebelo de SousaO blog do Prof Marcelo Rebelo de Sousa ainda tem menos de um mês e apenas 20 artigos. Mas trata-se de um líder de opinião com bastante influência. É assim que os vinte posts se tornam suficientes para atrair um bom fluxo de visitantes e reacções em blogs.

Li com atenção alguns posts e os respectivos comentários. Houve três coisas que me chamaram à atenção e que podiam melhorar muito o blog.

1)Escrever para a Web requer cuidados diferentes

É mais difícil prender a atenção de quem está num computador a ler um texto, do que se estivesse a ler um jornal. Os jornais não têm o seu rival à distância de um clique ou janelas de MSN com amigos que querem partilhar vídeos ou conversar sobre qualquer assunto.

Online, devemos tentar usar frases simples. Podemos seguir algumas regras da escrita jornalística como intercalar frases curtas e longas ou multiplicar os parágrafos. Mas normalmente, evitam-se os posts muito longos e descritivos. Uma das técnicas, que eu fui forçado a adoptar neste post, é dividir o artigo em sub-capitulos que facilitam a leitura.

Pelo que vi, o professor escreve os seus artigos como se fossem discursos. Usa frases compostas e até um pouco longas demais. É de esperar que alguns visitantes se percam e cansem mais na leitura. Quando escrevo no blog não estou a escrever para mim. Estou a escrever para as pessoas que visitam o blog ou subscrevem à feed e para aquelas que quero que leiam os artigos.

No campo de escrita para blogs, um dos melhores sites que conheço é o copyblogger.

2)Um post, um tema

Esta é a regra mais importante quando queremos que a nossa mensagem seja lida e compreendida. Se damos três ou quatro ideias para o leitor digerir, é normal que ele fixe uma e se lembre “mais ou menos” de uma segunda.

Alguns artigos do blog pareceram-me falar de duas ou mais ideias. E tive dificuldade em perceber o fio condutor de alguns parágrafos.

3)Acima de tudo, um blog é um diálogo…

…E por enquanto não se vê a participação do autor do blog. Até agora, o que se vê é o professor a lançar o tema e os “alunos” a debater.

Alguns ainda acrescentam ao diálogo, outros limitam-se a dizer que concordam e a apoiar a iniciativa de lançar o blog. Acho que cheguei mesmo a ver uma pequena guerra de argumentos.

Não gosto de interferir com os comentários do meu blog, nem aconselho outros bloggers a aplicar medidas de controlo muito rígidas. Mas acho importante entrar no diálogo, dar respostas e colocar perguntas novas é bom. Cria conteúdo extra, estimula os visitantes regulares a comentar e pode levar a novas ideias.

Seguir

Coloca o teu email para receber um email semanal com os últimos artigos.