1 min de leitura

No Marketing faculty falou-se de marketing tribal. De usar um grupo de consumidores para promover e estimular uma marca. É um post muito bom, aconselho a leitura.

Só não concordo com o termo tribal. Este género de estratégia cria comunidades, muitas vezes dispersas no espaço. Algumas encontram-se online, como é o caso dos entusiastas da Apple, fans do Nuno Markl ou ouvintes de uma rádio. Criar e manter uma comunidade tem de ser um trabalho de Marketeers e RP’s.

Os primeiros compreendem o mercado, os segundos a comunicação dentro e fora da comunidade. Existem hierarquias e lideres de opinião, membros entusiastas e outros que os seguem. E se a componente online for muito forte, depressa chegamos à ideia de SEO-PT que o Sérgio Rebelo defende:

Eu tenho uma visão mais ampla e para mim o SEO inclui o SEO clássico (para

os motores de pesquisa), o SMO (Social Media Optimization) e as Relações

Públicas, que têm a ver com a forma como tu abordas e manténs os teus

leitores/clientes. tudo isto no sentido de maximizar as visitas ao teu site,

independentemente da motivação financeira, fama, etc.

Seguir

Coloca o teu email para receber um email semanal com os últimos artigos.