1 min de leitura

AOL - LogoA empresa disponibilizou os registos de 20 milhões de pesquisas feitas no seu motor de busca. Isto levou a um escândalo por quebra de sigilo e a um frenesim de curiosidade. Uma mulher chegou mesmo a ser identificada através desta informação.

Quando o link de download foi apagado já era tarde. Já havia sites a oferecer o mesmo download e vários que apresentavam ferramentas para pesquisar os dados. Esta informação tem vários usos. Podemos fazer estudos de marketing e optimizar melhor as pesquisas por uma ou mais palavras chave.

Pelos vistos, estes dados podem ainda ser usados para identificar pessoas. Foi o que aconteceu com uma cliente da AOL. A AOL já pediu desculpas e tentou controlar os danos, mas o mal já estava feito. Se tiverem curiosidade visitem este blog : http://sergiorebelo.com/twodotfive/ . Vão encontrar links para fazer o download do ficheiro e uma lista muito completa das ferramentas que surgiram para tratamento destes dados.

Seguir

Coloca o teu email para receber um email semanal com os últimos artigos.